Contate-nos:    31 3892-4967     31 99176-9895  contato@begflores.com.br

 

×
 x 

Carrinho vazio
carrinho de compras(Carrinho vazio)
Falta de floração, folhas amareladas, crescimento lento... Estes são apenas alguns problemas que podemos notar quando cultivamos plantas dentro ou fora de casa. A maior parte dos problemas pode ser controlada facilmente, quando identificamos quais são as suas origens. Uma simples mudança na quantidade de água das regas, por exemplo, pode ser o melhor remédio. "Observar" as plantas: esta é a melhor maneira de notar os primeiros sinais de problemas que, tratados rapidamente, não se tornam muito graves. Ao fazer a observação, verifique todos estes casos: Folhas e caules murchos: * Verifique se a terra não está seca demais. Neste caso, afofe bem a superfície da terra com um garfo de jardineiro. Se a planta estiver em vaso, mergulhe-o numa bacia cheia de água e use um borrifador para umedecer as plantas. Após algum tempo, retire o vaso e deixe escorrer o excesso de água. * Excesso de água também…
Aprenda a dissipar obstáculos que prejudicam as plantas, a casa - e o humor. 1 - O ataque da unha-de-gatoEla é a mais dissimulada das espécies. Com ar delicado, como quem não quer nada, a unha-de gato, uma enrustida figueira usada como trepadeira em muros e fachadas, sofre modificações da fase jovem para a adulta. Suas folhas miúdas crescem e suas raízes ramificadas tornam-se grossas e agressivas, podendo comprometer alicerces e tubulações. Ao se deparar com a cortina verde formada pela espécie em um muro de 300 m, a paisagista Helena Justo manteve a escolha dos clientes e apenas retardou seu crescimento. "Basta mantê-la sempre jovem, com podas constantes, que não oferecerá riscos", ensina Helena. Não quer dar mole para o azar? Vá de trepadeira falsa-vinha. Como a unha-de-gato, tem folhas lindas, mas raízes inocentes. 2 - Verde nas alturas - e em apurosCoberturas de apartamentos são como o agreste…
Segunda, 25 Abril 2016 09:12

As Orquídeas mais raras do mundo

Existem cerca de 35 mil espécies de orquídeas na natureza, com as mais diversas cores e formatos, em todo o mundo. Porém, algumas delas integram o grupo das mais raras e, claro, desejadas. 1. Cattleya walkeriana ou 'Feiticeira'Esta espécie é uma orquídea brasileira, de cor e forma excepcionais. Encontrada na década de 1960, nunca mais foi vista na natureza. Cada exemplar é vendido por mais de R$ 1.500. 2. Cattleya schillerianaEsta também é uma espécie brasileira, que atualmente encontra-se extinta na natureza. No mundo inteiro, ela só podia ser encontrada em uma região específica do Espírito Santo. 3. Fredclarkeara After DarkEis uma espécie de orquídea negras. Trata-se de um híbrido desenvolvido a partir de múltiplos cruzamentos, com o propósito de obter a coloração negra. Esta planta é uma raridade entre as flores de modo geral. 4. Paphiopedilum rothschildianumConsiderada a orquídea mais rara e cara entre a família de espécies Paphiopedilum,…
Sexta, 08 Abril 2016 14:24

Tipos de Grama: Quando e como usar

Descubra como ter um gramado impecável e qual tipo é mais adequado para seu projeto. 1. Grama-amendoim Uso: Ótima para canteiros e áreas de pouca passagem. Também é muito utilizada como pastagem nutritiva. Vantagem: Apresenta pequenas inflorescências amarelas, que se formam na primavera e no verão. Características: Sua folhagem tem crescimento rápido e forma um denso colchão verde que dispensa podas periódicas;- Tolera secas e encharcamentos, mas não resiste a geadas e pisoteio. Exige: Pleno sol ou meiasombra. 2. Grama-santo-agostinho Uso: Ideal para regiões litorâneas, pois tolera bem a salinidade do solo. Vantagem: Rústica, é resistente ao frio e à sombra. Características: Suas folhas verdes e levemente azuladas são lisas, sem pelos e com as pontas arredondadas;- Elas apresentam largura e comprimento médios. Exige: Pleno sol ou meiasombra. 3. Grama-esmeralda Uso: Macia e resistente ao pisoteio, é sugerida para áreas residenciais e playgrounds. Vantagem: É o exemplar mais comercializado no…
Segunda, 21 Março 2016 16:02

13 ideias para ter plantas em casa

A varanda não precisa ser generosa, tampouco é preciso ter um quintal. Reunimos soluções para qualquer metragem na cidade, incluindo ambientes internos e garagens. Vista verdejanteAproveitar cantinhos inexplorados é sempre uma ótima dica, principalmente em projetos com metragem enxuta. A paisagista Gabriela Pileggi Monteiro, da Jardineiro Fiel, usou o vão de uma janela como apoio para instalar três prateleiras de MDF e posicionou 42 vasos e minivasos com plantas de pequeno porte, como véu-de-noiva, asplênio, espadinhas, avenca e minicactos. O espaçamento entre as tábuas varia de 20 a 40 cm. Pequeno EdénEste simpático jardim concebido pela paisagista Claudia Muñoz, da Línea Paisagismo, era, na verdade, a área de serviço de um apartamento de primeiro andar. Como o local é pequeno, Claudia criou uma estrutura de alvenaria em três níveis, que não atrapalha a circulação: no centro há um banco com futon e almofadas, e as partes inferior e superior funcionam…
Página 5 de 10

ENTRE EM CONTATO CONOSCO

Telefone: 31 3892-4967
Whatsapp: 31 99176-9895
Email: contato@begflores.com.br
Av. Mar. Castelo Branco, Nº 555  Loja 06
Centro - Viçosa-MG - CEP 36570-000

NEWSLETTER

Fique por dentro dos pricipais lançamentos

Siga-nos pelo Facebook

Siga-nos pelo Twitter